domingo, 31 de março de 2013

"Carta de Amor" em SP / 30 de março de 2013

*
"Há canções e há momentos
Eu não sei como explicar
Em que a voz é um instrumento
Que eu não posso controlar
Ela vai ao infinito
Ela amarra todos nós
E é um só sentimento
Na platéia e na voz"
*
*
Primeira noite em São Paulo, repertório o mesmo da estreia no Rio de Janeiro exceto o Bis, entrando a clássica 'O que é, o que é'. Não teve 'Olhos nos olhos' nem 'Explode coração', como em Uberlândia,  para alegria de alguns e tristeza de outros.Platéia em polvorosa, em 'quem nunca rezou a novena de Dona canô?!' gritou e aplaudiu.
*

*
O que me chamou atenção, no final do primeiro Bis, ao terminar 'Cartas de amor', Bethânia abaixa pra deixar o microfone, leva a mão ao peito, olha para o lado (creio que pro maestro), olhos abertos e diz 'Meu Deus!".

Hoje a noite tem mais...
*
"Só saúde e Sorte"
*

*
Texto e fotos: Serginho.
*
*
*

Um comentário:

luis claudio de oliveira disse...

Lindas fotos. Acabei de ver a estréia em SP(vídeos). É impossível não se encantar com tanta entrega. Como ela vive cada palavra q canta, e nos faz acreditar em cada uma delas. Magia!
Ta prevista entrevista na terça,canal cultura, programa Metrópolis às 23h. Acabei de ler na net. Aguardo dia 13 no Rio. Tomara platéia tão calorosa qt na estréia. Viva bethânia!