terça-feira, 2 de setembro de 2014

“Tempo ah, tempo eh, tempo me disse que só com tempo a gente chega lá”

2 de setembro de 2014, aniversário dos canais Re(Verso), 8 anos!!!! Divido o presente recebido, um lindo texto do mega talentoso Renato Forin Jr.

O tempo em verso e reverso

Todo admirador de Maria Bethânia sabe que o tempo é um deus digno de devoção. Os volumosos cabelos, marcados pela neve do tempo, resplandecem na contraluz, exibem-se na contracapa.  Contornam a aura dos pensamentos (feitos de claridade). Senhora que sabe ser ‘meninota’ porque também o tempo quer. E há tempos ela o saúda: “Tempo ah, tempo eh, tempo me disse que só com tempo a gente chega lá”. E lá se chega aos 50 anos de carreira, em plena forma poética, quem o tempo respeita.

Falo no tempo pensando em sua força (tambor de todos os ritmos) e na sua efemeridade (rio que caminha para o mar). E penso em tudo o que ela é e tudo o que viemos a ser (compositor de destinos).

Lá se vão oito anos da comunidade Maria Bethânia Re(Verso). Ainda tenho uma vaga lembrança de quando um grupo de seguidores da intérprete resolveu criar uma comunidade para o debate respeitoso sobre a obra de Maria Bethânia e para o compartilhamento de preciosidades. Tantos como eu, que pouco sabíamos para além das coletâneas e dos discos de carreira - alguns pela pouca idade, outros pela impossibilidade de acesso - descobrimos um novo mundo. Maria Bethânia, seu talento e sua integridade de artista, chegava-nos pelas conversas com novos amigos, pelos registros em áudio e vídeo, pelas informações de tempos remotos ou de última hora, na cobertura das turnês.

A casa da Re(verso), então, era o orkut, que por tanto tempo serviu de paragem, de ponto de encontro, para gente de todo o Brasil e do mundo. A comunidade comemora oito anos às vésperas da demolição da antiga morada (o orkut enfim chega ao fim), mas cônscios de que os vínculos de lá não esvanecem. Maria Bethânia Re(verso) continua forte, firme, em outros canais: o blog que leva seu nome tornou-se referência para quem queira saber mais sobre a carreira de Bethânia; os canais no YouTube e grupo no Facebook trazem atualizações sobre novidades e antiguidades - pequenas pílulas poéticas em palavras, imagens e sons. O grupo de amigos ampliou-se, ganhou seguidores, e as discussões expandiram-se para vários campos das artes em geral. Pois não há como tratar de Maria Bethânia – a cantora, a atriz, a performer, a poeta, a sereia -  sem ampliar o leque de referências.

Comecei falando sobre o respeito mútuo entre Maria Bethânia e o tempo, esse deus intangível (como todos os deuses). E penso no quanto aprendemos com a artista (e com todos os verdadeiros artistas) sobre este acordo tácito que garante a perenidade das grandes obras, as que necessariamente precisam ser lembradas para demarcar o nosso percurso de homens. A Comunidade Maria Bethânia Re(Verso) e outros tradicionais coletivos movidos pela paixão à intérprete têm realizado um trabalho singular na preservação da arte brasileira e no debate estético em tempos tão descrentes da poesia (estes de dar dó e preguiça).

Oito é tão pouco, mas basta olhá-lo pelo reverso para enxergarmos o símbolo do infinito.

O infinito, esta idade de Maria Bethânia.

Renato Forin Jr.

sábado, 30 de agosto de 2014

Leal Moreira...

...é o nome da revista que acabei de receber. 

Uma matéria extensa com Dona Maria, com lindas fotos.



Uma publicação (bimestral) exclusiva, e de distribuição reduzida e gratuita, na linda Belém do Pará.

Tem página da revista no FB https://www.facebook.com/revistalealmoreira?fref=ts


*
CLIQUEM SOBRE A IMAGEM PARA AMPLIAR
*
*






domingo, 24 de agosto de 2014

"Meu Relicário"

O Maestro Jaime Alem e Nair Candia gentilmente receberam, em sua casa no bairro de Santa Tereza (RJ), participantes do grupo/comunidade Maria Bethânia Re(Verso) para um bate papo sobre seu novo trabalho, "Meu Relicário", lançado em agosto de 2014 pela gravadora Biscoito Fino.

Curtam o vídeo e fiquem ligados no sorteio de dois exemplares do CD, autografados pelo "Nosso Maestro Jaime Alem", que ocorrerá na próxima segunda-feira dia 25 de agosto de 2014, em nosso grupo no Facebook.



sexta-feira, 22 de agosto de 2014

"Encanto" vem aí

Recadinho de Rita Beneditto para o pessoal da Re(Verso).

Na noite de 21 de agosto de 2014, no teatro principal do Centro Cultural João Nogueira (Imperator/RJ), Rita Beneditto apresentou o show "Tecnomacumba", encerrando a longeva e vitoriosa carreira,12 anos, do belo espetáculo

Após o show, Rita nos contou um pouquinho de seu próximo trabalho: "Encanto".
 
 

 
 
 

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Entrevistinha...

Dia da estreia do show "25 anos", na Bahia, ano de 1990.

Tem de tudo um pouco: Sullivan e Massadas, "sou minha própria cozinheira" e o "Legal" da Gal girando na vitrola sem parar...


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Dica quentíssima

O livro “São bonitas as canções” — o lançamento será dia 19 de agosto — conta a trajetória musical do artista Edu Lobo. As vitórias nos festivais (com “Arrastão” em 1965, depois com “Ponteio” em 1967), a fama e o pavor dela, que o levaram a sair do Brasil para estudar música em Los Angeles, onde viveu entre 1969 e 1971, a obra produzida com parceiros como Capinan, Torquato Neto e Chico Buarque (o mais constante, com 40 músicas para projetos encomendados, e duas “sem patrão”, como os parceiros dizem, “Moto contínuo” e “Nego maluco”). Na narrativa, saborosas curiosidades sobre canções como “Beatriz” e “Pra dizer adeus”.



O CD/DVD “Edu Lobo 70 anos” é outra forma de acompanhar a história de Edu. Gravado no Municipal em 29 de agosto de 2013, quando completou 70 anos, o show (com participações de Maria Bethânia, Bena Lobo, Chico Buarque e Mônica Salmaso) passeia por clássicos como “Upa neguinho”, “Cordão da saideira” e “A história de Lily Braun”, além da suíte “Pé de vento”, que compôs para a Osesp, mostrando o alcance de sua música de “terceira corrente”.





*
Cliquem sobre as imagens para ampliar

*
*
*