domingo, 12 de julho de 2009

Encontro com Bethânia (Ângela Rô Rô)

Dona Maria & Rô Rô... "Fogueira"... SP/2002 (a camera é meio 'nervosa', mas, ta valendo!):

5 comentários:

Anônimo disse...

Estive lá, foi emocionante.
Depois de tantas farpas trocadas pela imprensa foi bacana testemunhar o (re)encontro de duas grandes artistas brasileiras.
Foi um domingão inesquecível.

Anônimo disse...

Espero que MB tenha se lembrado de gravar uma Rô Rô em seu novo CD.

Anônimo disse...

Gota de Sangue, Fogueira, Me Acalmo Danando, grandes momentos do encontro destas duas senhoras.
Betania conseguia traduzir o mel e o fel das intenções da compositora.

ricardo disse...

nesse dia eu tb estive lá,chorei mto foi a primeira fez q Betânia se apresentava em local abberto e de graça em são paulo,uma emoção sem temanho...sou louco por por Beta

Naeno disse...

MEU AMOR

Meu amor quando me beija é tão intenso
É como chuva que vem e finda o verão
Deixando poças pelo solo ressequido
Mudando o cheiro, mudando a estação.

O olhar do meu amor é tão imenso
É a vista que se tem do grande vão.
A impressão do artista deixada na tela
Paus d'arco amarelando o sertão.

Ai, o meu amor
Flagrante do sol olhando a lua
Sem braços para poder lhe abraçar.

Ai, o meu amor
Vertigem da grande cachoeira
Que de longe a gente vê e escuta.

Esta é uma letra de uma música minha. Parece contigo.

Beijos na pele do teu coração
* já passei uma vez pela casa de Dona Canu e deixei um cd meu com ela para te entregar. Ela foi muito simpática, se me pareceu um anjo.

Naeno